Gestalt-terapia

A Gestalt-terapia foi criada na década de 1950 pelo psiquiatra e psicoterapeuta alemão Frederick Perls.

Pode-se reconhecer em sua teoria e prática elementos provenientes de diferentes fontes: psicanálise, fenomenologia, existencialismo, psicologia da Gestalt, teoria de campo, entre outras.

A Gestalt-terapia busca compreender o indivíduo a partir daquilo que é óbvio, do que aparece no aqui e agora. Ela trabalha com o que está presente, ajudando o cliente a perceber de forma plena o que ele vivencia. Ao focar na percepção daquilo que se apresenta o gestalt-terapeuta permite que o cliente construa a compreensão de suas experiências, abrindo espaço para que os conteúdos inibidos apareçam naturalmente no decorrer do processo terapêutico.

Para Perls o neurótico é aquele que não vê o óbvio.


"Dizem que em cada coisa uma coisa oculta mora.Sim, é ela própria, a coisa sem ser oculta, que mora nela." 
(Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário